Itapetinga: ataque de Pit Bull quase termina em tragédia


Por Itapetinga Repórter 

Por pouco ma tragédia na tarde deste domingo (10), na Avenida Cinquentenário, no bairro Quintas do Morumbi, em Itapetinga, por causa do ataque de um cachorro da raça Pit Bull.

Um zootecnista foi surpreendido pelo animal quando estava saindo de sua residência. O Pit Bull estava sem coleira e começou a atacar o cachorro (de porte menor) que estava na casa. Foram momentos de pânico e desespero, o filho do zootecnista também estava em casa no momento do ataque.
Temendo pela segurança da criança, o homem, de 41 anos, interviu na situação e acabou ferido na cintura e nas costas, porém sem gravidades. Ele teve muita sorte, porque os Pit Bulls foram criados para briga e uma de suas características é a alta resistência à dor.

Você sabia?
Esta raça surgiu por meio de diferentes cruzamentos para ser animal de briga nas rinhas de cachorro do século XVIII. Tem porte atlético e mede cerca de 40 centímetros de altura. Sua boca abre de uma orelha à outra, o que permite o encaixe perfeito dos dentes. Uma mordida dele é capaz de exercer uma pressão que chega a atingir 200 quilos. Isso corresponde a encostar uma dentadura afiada no braço e depois empilhar sobre ela quatro sacos cheios de cimento.
Responsabilidade:
A conduta deste proprietário, já devidamente identificado, é considerada criminosa (omissão de cautela na guarda de animais), pois um animal desse é considerado uma arma na mão de quem não tem responsabilidade.
O caso foi registrado na delegacia de Itapetinga na tarde do mesmo dia e está sendo acompanhado pela Polícia Civil.

Itapetinga: dupla entra pelos fundos e tenta executar rival dentro de casa


Adailton Souza Silva, de 23 anos, foi transferido numa ambulância do Samu-192 para o Hospital de Base de Vitória da Conquista, por volta das 11 horas desta quarta-feira (20). O rapaz foi baleado com três tiros minutos antes no Bairro Nova Itapetinga.

rival

Os primeiros atendimentos médicos foram realizados no Hospital Cristo Redentor. Um dos disparos transfixou o pescoço da vítima.
De acordo com testemunhas, dois indivíduos invadiram a residência do rapaz pelos fundos e fizeram os disparos. Ele foi encontrado na sala do imóvel, caído e perdendo muito sangue.

O irmão de Adailton, que também mora na casa, estava no trabalho no momento do ocorrido. Procurado pelo Itapetinga Repórter, ele preferiu não comentar o caso. (mais…)

Itapetinga: mulher é presa por deixar os filhos sozinhos para ir a uma festa


A festa da dona de casa Patrícia Cardoso Campos terminou numa cela da carceragem da delegacia de Itapetinga na noite desse domingo (17), onde ela segue presa até o pagamento da fiança. O crime pelo qual a mulher de 34 anos é acusada está previsto no artigo 133, abandono de incapaz.

TE1

No começo da noite, o Conselho Tutelar de Itororó recebeu informações dando conta de uma mulher que havia deixado 4 dos 5 filhos em casa para ir a uma festa, e que as crianças estariam sozinhas e com fome desde a noite anterior.

A denúncia vinha da Rua da Mangueira, no Bairro Novo, em Bandeira do Colônia. Esta localidade pertence ao município de Itapetinga e os conselheiros de Itororó tentaram contato com os colegas, mas não obtiveram sucesso.

TE5

Com apoio da Polícia Militar, o Conselho Tutelar de Itororó resolveu agir e confirmou a veracidade da informação. No momento da abordagem, Patrícia tentava fugir da casa com as crianças, mas foi impedida e recebeu voz de prisão.

A mulher e os cinco filhos foram apresentados no Complexo Policial de Itapetinga onde foi registrado o flagrante. Foram entregues ao Conselho Tutelar do município as duas gêmeas de 3 anos de idade, uma menina de 7, outra de 12 e um rapaz de 17, com deficiência mental.

Patrícia Cardoso Campos disse que há três anos sofre com o alcoolismo e afirma que realmente não tem condições de cuidar dos filhos. “Falei com o pai para tomar conta das crianças, expliquei que eu não tinha condições, mas ele não aceitou. Sempre fiz tudo pelos meus filhos, mas agora estou passando por problemas”, disse.

Conselho Tutelar de Itororó (Ingrid Silva e Rogéria Santos)
Conselho Tutelar de Itororó (Ingrid Silva e Rogéria Santos)

“Foram feitas várias denúncias no Conselho Tutelar, mas nunca conseguimos dar o flagrante, porque ela mudava de endereço, indo para outro distrito para poder dificultar o nosso trabalho”, disse Rogéria Santos, conselheira tutelar.
No momento do flagrante, as crianças foram encontradas com muita fome e receberam alimentos da vizinhança. “ Os vizinhos ficaram revoltados com a situação e compraram pães para as crianças”, conta.
“Quem sofre são as crianças que ficam assustadas e sem saber qual é o futuro delas. Mas, agora serão bem cuidadas pelo Conselho Tutelar de Itapetinga”, detalhou Rogéria ao Portal Itapetinga Repórter.