Bahia joga mal, sofre com pênalti inexistente e perde para o Palmeiras


imagem_bahia_5

Não foi a melhor dos dias para o Bahia. Em uma tarde de domingo (18) com pouca inspiração tricolor na Arena Fonte Nova, o Esquadrão perdeu para o Palmeiras por 4 a 2, em duelo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Vinícius e João Paulo marcaram os gols do time da casa, enquanto Roger Guedes – após uma marcação de pênalti inexistente -, Keno, Mina e Willian marcaram os gols do Verdão.

Com o resultado, o Bahia perdeu os 100% de aproveitamento na Arena Fonte Nova e se manteve com dez pontos na competição nacional. O time de Jorginho volta a atuar na próxima quinta-feira (22), contra o Corinthians, no Itaquerão.

O JOGO

Sem poder contar com o volante Edson e o meia Allione, o Bahia entrou em campo com Juninho e Vinícius, respectivamente. No começo da partida, mais precisamente aos cinco minutos, o Esquadrão teve uma grande chance. Renê Júnior invadiu a área para receber um lançamento e finalizou para defesa de Fernando Prass. Na sobra, Edigar Junio tentou lançar para um companheiro livre, mas o arqueiro alviverde impediu o fim da jogada.

Na sequência, o Palmeiras respondeu com Keno. Aos 7, o baiano tentou de fora da área, mas a bola passou por cima de Jean. Três minutos depois, em mais uma investida do time paulista, Guerra recebeu com liberdade na grande área, mas falhou no momento da finalização.

De pênalti, Roger Guedes coloca o Palmeiras na frente

Aos 17 minutos, Keno recebeu na frente, avançou, o zagueiro Rodrigo Becão atingiu a bola com um carrinho e derrubou o atacante palmeirense. A arbitragem considerou a penalidade máxima. Na cobrança, Roger Guedes deslocou Jean e colocou o alviverde em vantagem.

Logo após a tristeza do gol sofrido, o torcedor do Bahia comemorou por poucos segundos. Após cobrança de falta, o zagueiro Tiago desviou e o volante Renê Júnior completou para o gol. A arbitragem, no entanto, acusou impedimento do defensor tricolor.

O Palmeiras quase ampliou aos 25. Willian ficou com a sobra na grande área, cruzou e a bola desviou em Matheus Reis. A mudança de curso quase traiu o goleiro Jean.

Vinícius empata o jogo

Mesmo vivendo maus momentos dentro do primeiro tempo, o Esquadrão conseguiu chegar ao empate. Aos 45, Zé Rafael passou por Yerry Mina na base da velocidade e finalizou de três dedos para rebatida de Fernando Prass. Na sequência, Edigar Junio cabeceou e o goleiro palmeirense defendeu novamente. Na sobra, não teve jeito. Vinícius bateu com força e balançou as redes.

Segundo tempo

Keno marca mais um para o Palmeiras

O Palmeiras voltou à liderança do placar logo no início do segundo tempo. Aos três minutos, Guerra aproveitou a sobra e ajeitou para Keno, que bateu com categoria de fora da área, sem dar chances para Jean.
Mina faz o terceiro do Verdão

Aos 37 minutos da segunda etapa, o Palmeiras chegou ao terceiro gol com Yerry Mina. Após cobrança de falta, Juninho cabeceou para o gol e o colombiano completou de carrinho.

João Paulo diminui; Willian marca o 4º do Palmeiras

Não deu tempo para o Palmeiras comemorar a boa vantagem no placar. Dois minutos depois, após falha defensiva do alviverde, João Paulo vence a disputa com Jean e, caído, toca por debaixo das pernas de Fernando Prass. Nos acréscimos, Willian aproveitou mais uma falha defensiva, bateu de fora da área e balançou a rede de Jean.

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 4 Palmeiras
Campeonato Brasileiro – 8ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 18/06/2017
Horário: 16h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Assistentes adicionais: Paulo Roberto Alves Junior e Fábio Filipus
Cartões amarelos: Keno, Juninho (Palmeiras) / Régis Souza (Bahia)
Cartões vermelhos:
Gols: Vinícius e João Paulo (Bahia) / Roger Guedes, Keno e Yerry Mina (Palmeiras)

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Juninho (João Paulo), Renê Júnior e Vinícius (Ferrareis); Zé Rafael, Mendoza e Edigar Junio Técnico: Jorginho.

Palmeiras: Prass; Mayke (Tche Tche), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean e Guerra; Keno (Erik), Willian e Roger Guedes. Técnico: Cuca

AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem. Dê sua opinião com responsabilidade!