Operação policial em Itororó termina com dois mortos


Da Redação

2
Maxuel e Bruno

Um dos dois suspeitos que morreu durante uma operação policial na cidade de Itororó, na região Sudoeste da Bahia, na madrugada desta terça-feira (13), tinha como objetivo executar um policial civil do município, segundo o delegado regional Roberto Júnior.

Maxuel Souza dos Santos saiu da cidade de Itabuna, onde integrava uma facção criminosa, e veio para a cidade de Itororó exclusivamente para matar o agente de segurança pública.

A polícia chegou até o rapaz de 23 anos, também conhecido por “Neguinho Catuaba”, após denúncia anônima de tráfico de drogas na localidade conhecida como 64 Casas.

Segundo a Polícia Civil, ao se aproximar do imóvel onde o suspeito estava morando, os policiais foram recebidos a tiros por Maxuel, o qual acabou baleado pelos agentes e morreu no hospital local. Na casa foram apreendidas diversas pedras de crack e um revólver calibre 32. Ele era fugitivo do presídio de Itabuna, onde cumpria pena por roubo.
whatsapp-image-2017-06-13-at-11-17-09-1
Ainda durante a operação policial, na mesma localidade, mas em outra residência, Bruno dos Santos (idade desconhecida) acabou morrendo em confronto com os policiais.

O jovem do município de Porto Seguro, que também teria ligação com facções criminosas, ainda chegou a ser socorrido e levado para o hospital local, mas não resistiu. Durante a operação, os policiais apreenderam um revólver na casa dele.

Ainda Segundo a Polícia Civil, Bruno é acusado de uma tentativa de homicídio que aconteceu no último domingo na cidade de Itororó (veja clicando aqui); ele também respondia a processo por furto no município de Itambé.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Itapetinga e depois da realização do exame de necropsia foram liberados para os familiares de Maxuel e Bruno.

pequeno

AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem. Dê sua opinião com responsabilidade!